Menu
Resenhas

No coração de Manhattan, de Lauren Layne

No coração de Manhattan
Livro No coração de Manhattan

Vamos descobrir como foi a leitura de No coração de Manhattan, o novo livro da Lauren Layne publicado pela Editora Paralela com tradução de Juliana Romeiro.

Violet Townsend sempre gostou de agradar. Criada num universo ultraprivilegiado, ela faria qualquer coisa pelas pessoas que ama, em especial a melhor amiga de sua falecida avó, o mais próximo de família que lhe restou. Então, quando Edith pede a Violet que ensine seu recém-encontrado neto a se encaixar na elite nova-iorquina, Violet concorda, claro. Seu objetivo é tornar Cain Stone o ceo perfeito para a empresa de Edith.

Nascido e criado na Luisiana, Cain infelizmente não tem nenhum interesse na avó que ele não sabia que existia, e muito menos em se tornar um almofadinha da cidade grande. Mas em algum momento, entre jantares desastrosos e ternos caros demais, Violet e Cain começam a se dar bem, e ela percebe que ele não é o único ali que tem coisas a aprender.

Enquanto os sentimentos de um pelo outro crescem, Violet e Cain descobrem que se abrir para novas experiências talvez não seja tão ruim assim e que o amor pode vir de lugares inesperados. Fonte da sinopse Companhia das letras

Assim que No coração de Manhattan chegou eu logo devorei. A resenha ,como perceberam, saiu depois de muito tempo, mas muito mesmo. E o porquê disso ter acontecido? Não é porque a vida está corrida (apesar dela estar) mas porque eu precisava entender internamente que tá tudo bem  gostar de certas receitas literárias. Não há nada mais delicioso do que pegar um livro e saber que ali consta seu lugar de conforto. na leitura

Não há nada de revolucionário na escrita de No coração de Manhattan, mesmo que em teoria esse plot seja uma releitura de My fair Lady, Não espere um mega plot twist, mas esteja preparada(o) para querer conhecer o clássico depois dessa leitura.

O que esperar de No coração de Manhattan

Se você quer uma história que vai te dar mini borboletas no estômago, que você vai rir e pensar “putz que erro tosco, com certeza eu faria o mesmo” esse é o livro certo. Temos aqui uma história vivida em bolhas, mas porque?

Você é o clichê mais antigo que existe: rejeita todo mundo antes que possam te rejeitar.

Porque temos duas pessoas muito diferentes e que estavam confortáveis em suas bolhas, sabe aquela coisa de que a minha visão de mundo é a certa? Estamos falando de um romance, então, logicamente, certezas irão ruir e que delícia acompanhar cada tijolinho se espatifando!

Violet, nossa “mocinha”, tem tudo para ser Serena Van Der Wood de Gossip girl,  o protótipo perfeito da elite de Manhattan, mas sua amizade com a senhorinha Edith é o que me fez dar pontos a mais pra esse enredo, gosto quando os personagens secundários tem um protagonismo na vida dos protagonistas!

Ela estava impecável como sempre, porque, se Edith ensinara algo a Violet nos poucos anos desde que a colocara debaixo de suas asas, foi que emergência se encara com batom e um belo par de saltos.

Caim é quase a versão mal educada da Mia do diário de uma princesa rs, porque? Porque ele é um herdeiro perdido e aparentemente muito mal humorado.

Então sua mãe escolheu seu nome  em sua homenagem a um assassino do antigo testamento que cometeu fratricídio?

Nas entrelinhas obviamente temos uma aposta velada de quem desiste e se entrega primeiro, mas o que une a princípio esse casal é um desafio aceito por Violet, quando Edith pede que  Violet ajude/ transforme Caim no modelo perfeito para o upper east side de Manhattan.

As cenas são costuradas por Coco um personagem canino que deixa tudo mais fofo, vamos de Nova York a New Orleans com uma tensão sexual nas alturas, vamos de Enemies to Lovers em um piscar de olhos.

Não conseguiu pensar em nada para dizer. Obrigada? Boa noite? Bom dia?

Tá sentindo o mesmo que eu?

Não perguntou nada disso.

[…]

“Ótimo. Boa noite, duquesa.”

“Boa noite. Ou bom dia.”

“É alguma coisa boa.”

Violet sorriu ao entrar em seu quarto. Era, de fato, alguma coisa boa.

Então se você procura livros para maratonar, sem dúvida No coração de Manhattan essa é uma ótima escolha.

No coração de Manhattan
Autor: Lauren Layne | Tradução: Juliana Romeiro
Editora: Paralela
Páginas: 212 | ISBN: 9788584392506
Para lerhttps://amzn.to/3t8jdF7

Avaliação: 4,5 de 5.


Ósculos e Amplexos, Karina.

Sobre o autor

Biomédica por formação, bookaholic por paixão!

Sem comentários

    Deixe seu comentário