Menu
Biblioteconomia

Oração do Técnico de Biblioteconomia

Oração do Técnico de Biblioteconomia
Imagem de Jill Wellington por Pixabay

Como já falei anteriormente por aqui, esse ano comecei a fazer o curso de Técnico em Biblioteconomia e estou trabalhando em uma biblioteca de uma universidade perto aqui de casa. Sempre me interessei pela área de bibliotecas e acho que talvez esse seja o caminho que quero trilhar para minha carreira. Pelas minhas andanças pela internet, site e blogs sobre biblioteconomia, acabei encontrando um texto divertido. A oração do técnico de biblioteconomia foi criado pelo Fernando Modesto, grande bibliotecário brasileiro e foi publicado lá no blog OFAJ.

ORAÇÃO DO TÉCNICO DE BIBLIOTECONOMIA

por Fernando Modesto

Esta é uma oração ecumênica, não importa sua religião ou crença, mas sim a sua fé em um ser superior para ajudá-lo no desempenho de uma vida profissional melhor.

Senhor!
Dê-me paciência e prudência necessária para aceitar as broncas e ordens do bibliotecário. A coragem e o estímulo para levantar todos os dias pela manhã e ir sorrindo para o trabalho, em pé, no espaço apertado do busão de periferia e, também, a inteligência cognitiva de saber puxar o saco de pessoas certas na organização.

Senhor!
Dê-me a energia para que possa me dedicar 100% ao meu rotineiro trabalho na biblioteca, sendo 14% na segunda-feira, 18% na terça-feira, 28% na quarta-feira, 29% na quinta-feira e 1% na sexta-feira.

Senhor!
Mantenha a minha memória lúcida para duas coisas importantes:

  1.  Decorar a ordem das notações da CDU (ou CDD) na guarda das obras;
  2. Atenção quando algum usuário estiver me enchendo o saco (no setor de empréstimo), e eu possa sempre usar a lei da economia a meu favor. Pois não quero esquecer que é necessário mover 12 músculos do rosto para sorrir e apenas 4 para levantar o dedo médio e mandar o sujeito tomar naquele lugar.

Amém!!

E aí, curtiram? Se tiverem mais interesse sobre a área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, o blog do OFAJ é um bom lugar para começar.


Mil beijos e até mais!

Sobre o autor

Karin Paredes, 34 anos, baixinha, tagarela, adora livros e bibliotecas. Bibliotecária, casada com o Eduardo. Carioca vivendo sonhos em São Paulo. No Prateleira de Cima, fala sobre livros, leituras, literatura e biblioteconomia.

1 comentário

  • Juliana Kobayashi
    3 de julho de 2011 at 16:36

    oi parceira, td bem?
    olha, eu queria pedir pra qnd vc tiver um tempinho
    mudar o banner do meu blog, mudei o layout e melhorei o banner
    o novo vc encontra no lado direito do meu blog

    brigada
    bjinhus

    Responder

Deixe seu comentário