Amores eternos de um dia, de Michele Contel

19 de fevereiro de 2019

Procurando ou não romance (ou sexo) nos Tinders e Happns da vida, este é um livro para você pensar, se divertir e entender melhor a nossa época.

Como identificar um boy lixo? O que fazer quando VOCÊ age como um boy lixo? Como lidar com o ghosting? A jornalista Michele Contel tenta responder a essas e outras perguntas em seu primeiro livro, Amores eternos de um dia. Escrito com sensibilidade e leveza, ele ajuda a desmitificar o casamento de romance com tecnologia, combinando reflexões autobiográficas com ficção. A autora defende que sim, pode haver sentimento por trás de um match no Tinder ou no Happn. E não, isso não significa que é errado aderir aos apps só por diversão. Um livro original, que vai fazer você repensar tudo o que sabia sobre o amor nos tempos do like.
Fonte da sinopse: Paralela

Depois de ter lido esse livro há anos, finalmente estou fazendo a resenha de Amores eternos de um dia, da Michele Contel, publicado pela Editora Paralela.

Para começar, quero falar da autora. Sim, a Michele Contel. Eu já seguia a Contel desde muito tempo, por conta do seu blog My Other Bag is Chanel. Adoro os textos dela e sigo sua conta no Instagram há bastante tempo. Eu não sei se a Michele deixou a história do livro na surdina e surpresa ou se a rede social sacaneou e escondeu isso de mim… a questão é que simplesmente só fiquei sabendo do lançamento do livro quando ele realmente foi lançado.

Comecei a ler por conta da minha conta no NetGalley, a Companhia das Letras liberou lá na plataforma e logo baixei. Confesso que ele ficou no banho-maria um tempo por conta de outras leituras, mas logo que peguei o livro, a leitura super fluiu.

Amores eternos de um dia

Quem nunca encontrou uma pessoa um dia (ou uma noite) e notou tantas afinidades e coisas em comum que achou que finalmente tinha encontrado o amor dos sonhos, mas no dia seguinte acabou recebendo um tchau até breve que na verdade era um adeus??? Parabéns você vivei um amor eterno de um dia (ou de uma noite, como queira!) E são essas e tantas outras situações nas relações amorosas, sejam as iniciadas via aplicativo ou não, sejam reais ou fictícias que a Michele Contel irá nos contar.

Amores eternos de um dia é um livro que fará uma reflexão sobre os relacionamentos nos novos tempos e com as novas tecnologias. Eu juro que achei que seria um livro sobre como usar os aplicativos de relacionamentos e que a pegada seria quase que de um guia. Mas o livro me surpreendeu em muitos aspectos.

Pode esquecer essa ideia de guia. O livro é tudo menos um guia de como achar um Boy (ou uma Gal) para você. Baseado em algumas experiencias da autora, o livro fala sobre relacionamentos e como essa busca pelo par perfeito pode ser muito louco e devastador; como os tempos atuais se refletem nas relações amorosas (as vezes nas familiares e de amizade também) tornando tudo muito efêmero e sem vínculos; e como a busca por uma relação pode ser uma maneira de fazer um autoconhecimento.

Amores eternos de um dia tem a mínima intenção de ser regratória sobre o amor e os encontros amorosos. Você irá ver como é a busca por relacionamentos (ou por sexo) através dos aplicativos. Os sinais errados que recebemos (ou que emitimos) sobre os flertes que temos. O livro também irá tratar sobre sermos sinceros no que queremos pode ajudar o outro a entender a posição dele na relação; sobre aquele amor que você tinha certeza que algum dia podia virar casamento, no final era nada mais que um passatempo (seja de um lado ou do outro).

Ela mostra também que não só os rapazes, mas que as meninas também, podem se comportar como boys-lixos e fiquei imaginando quantas vezes eu já não me comportei como tal. É bem interessante que a todo momento ela faz esse paralelo: que atitudes e comportamentos podem vir de ambos os sexos.

Contel tem uma maneira de escrever o livro muito fluída e delicada. E a sensação que parece que estamos em um bate-papo jogados no chão da casa dela com uma boa garrafa de vinho e petiscos, virando a madrugada entre risos e choros falando de amores perfeitos e perdidos.

Uma das coisas que mais gostei no livro é sobre o autocuidado que precisamos nos dar ao pensar em nos relacionar com o outro ou quando passamos por algum término. Permitir a reclusão, a reflexão e um espaço para colocar as coisas e as ideias no lugar é muito importante para que possamos estar prontos para um próximo relacionamento.

Apesar de estar em um relacionamento há bastante tempo e não ter vivido a era dos aplicativos, me vi em muitas situações relatadas na época de solteira. Vivi muitas situações: a da época solteira que só queria curtição; a época que buscava um relacionamento e me frustrava a cada encontro e também consegui perceber que, sim, eu já me comportei como boy-lixo.

O livro é uma ótima pedida para aqueles que estão atrás de entender como o mundo dos relacionamentos (líquidos ou não) em tempos de tecnologia funcionam. Um ótimo presente para aquela sua amiga que está atrás do amor da vida dela no primeiro carinha que sorri diferente para ela. Ou aquela que acha que estar viva é estar com alguém.

Amores eternos de um dia
Autora: Michele Contel | Editora: Paralela
Páginas:  ISBN:
Skoob | Goodreads
Para ler: https://amzn.to/2VcGUYH


Mil beijos e até mais!

You Might Also Like

Nenhum comentário no blog
comentários pelo Facebook

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.